Faltam quase 800 policiais civis nas seis Delegacias Seccionais do Deinter-5

Domingo, 05 Novembro 2017 06:25 Publicado em Oeste Notícias Ler 166 vezes

O déficit do efetivo de policiais civis na região do Departamento de Polícia Judiciária do Interior de São José do Rio Preto é de 48%. Em números absolutos, faltam 795 policiais civis, entre delegados de polícia, escrivães, investigadores, agentes de telecomunicações, papiloscopistas, auxiliares de papiloscopista e agentes policiais. O efetivo fixado para todo o Deinter-5 é de 1.542 policiais civis. Os dados são oficiais, do dia 30 de junho de 2017.

Na Seccional de São José do Rio Preto, faltam 281 policiais civis, de um total de 501 cargos existentes. Um déficit de 44%. Na de Catanduva, faltam 91 de 175, déficit de 48%. Na Seccional de Fernandópolis, existem 154 cargos mas 114 preenchidos, déficit de 26%. Na de Jales, são 192 existentes e 139 preenchidos, numa defasagem de 28%. Na Seccional de Novo Horizonte, somente 52 cargos estão preenchidos de um total de 90 existentes, déficit de 42%. Na Seccional de Votuporanga, o numero aumenta: há 174 cargos mas somente 72 preenchidos, num déficit impressionante de 59%. Os números do efetivo atual foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação. 

A presidente do SINDPESP, Raquel Kobashi Gallinati, falou sobre os números em São José do Rio Preto, onde esteve nesta quinta e sexta-feira, para compromissos profissionais. Ela reiterou a necessidade do Governo do Estado de chamar todos os aprovados nos concursos de 2013 e de abrir novos concursos, já que o déficit estadual é de cerca de 10 mil cargos. Raquel lembrou ainda a questão do salário, o mais baixo do país, em termos do PIB estadual. O SINDPESP solicitou formalmente uma audiência com o governador Geraldo Alckmin para entregar o resultado da Assembleia Geral Extraordinária do sindicato, realizada em 26 de junho passado. Até agora, o Palácio dos Bandeirantes não respondeu à solicitação. 

fonte: sindpesp

 

Última modificação em Domingo, 05 Novembro 2017 06:27