Polícia Militar de Lavínia prendeu 03 visitas tentando levar drogas para Penitenciária

Quinta, 26 Outubro 2017 00:26 Publicado em Andradina

A Polícia Militar de Lavínia prendeu três mulheres, uma delas de Araçatuba, na noite desta sexta-feira, em duas ocorrências distintas, que tinham como objetivo levar drogas para a penitenciária de Lavínia. Em uma das apreensões a polícia descobriu inclusive para qual raio da unidade prisional o entorpecente deveria ser levado.

Em uma das ocorrências, policiais militares abordaram um veículo por volta das 22h no centro de Lavínia, com várias mulheres de detentos que estavam na cidade para a visita neste fim de semana.  Durante revista, nos pertences da manicure S.M.T., 41 anos, residente em Itapira, os PMs encontraram porções de maconha (326grs), crack (160grs) e cocaína (25grs).

 

Ela disse que não sabe como a droga estava em sua bolsa, e disse aos policiais que durante a viagem, em uma parada que fez em um posto de combustíveis, deixou sua bolsa sobre um banco e que alguém poderia ter escondido as drogas em seus pertences. Ela foi presa em flagrante.

O outro flagrante foi na rodoviária da cidade, por volta das 20h30, quando PMs prenderam a dama de companhia L.S., de 30 anos, moradora no conjunto habitacional Águas Claras, em Araçatuba, cujo marido está preso em Lavínia.

Os policiais estavam na rodoviária e perceberam que a mulher ficou nervosa quando desceu do ônibus e percebeu a presença dos militares. Diante da desconfiança, eles fizeram uma revista e localizaram nos pertences da suspeita, um tijolo de maconha, que pesou um quilo.

Ela disse aos policiais que estava trazendo a droga para uma outra mulher, M.dos S.N., 30, moradora em Lavínia, e que receberia R$ 100 pelo transporte da droga. Em seguida os policiais localizaram a mulher que receberia a droga. Ela disse que estava realmente a espera de L.S., mas que apenas iria hospedá-la em sua casa.

Na droga encontrada com L.S. havia a marcação R6, ou seja raio 6, local onde o marido de M.S.N. está detido. Os telefones celulares das duas mulheres mostram que elas conversaram antes do embarque da Araçatubense, que se mostrava preocupada em levar a droga para Lavínia. A outra mulher, por sua vez, recomendou que ela agisse com muita naturalidade, para não chamar a atenção. Elas foram presas sob acusação de tráfico e associação para o tráfico.

fonte: RegionalPress