GOE de Araçatuba prende 07 empresários em Birigui por furto de energia

OPERAÇÃO GATO DE BOTAS: 07 Empresários preso em Birigui, um deles estava com ligação direta no poste para iluminar a fachada da loja

Sete presos e um não foi preso porque já estava a disposição da Justiça, a policia prendeu o empresário na tarde de ontem na primeira empresa a ser vistoriada e hoje foram até o segundo barracão onde também foi constatado o gato.

A Operação Gatos de Botas 02 está gerando repercussão e está acontecendo a todo vapor em Birigui. Entre a segunda-feira (31) e hoje (01) mais 09 empresários de Birigui foram presos em Flagrante. Os que foram presos na última segunda-feira foram liberados na tarde desta terça após pagamento de fiança e participarem da audiência de custodia. Cinco que foram presos nesta terça-feira deverão passar a noite na Cadeia Publica de Penápolis e serem apresentados na audiência de custodia amanha.

Na segunda-feira, Um empresário no ramo de calçados com sede na Rua Tupi foi o primeiro a ser preso, após constatar a fraude no relógio.

O segundo preso, foi um açougue no bairro Portal da Pérola, onde policiais do GOE juntamente com técnicos da CPFL constataram o furto de energia. Em seguida o terceiro preso foi um proprietário de auto posto no mesmo bairro. E o ultimo foi um comerciante de 65 anos proprietário de um estabelecimento de utilidades domésticas nas proximidades da Praça Dr. Gama.

Todos foram conduzidos a Delegacia Central, onde foram autuados em flagrante e encaminhados a cadeia de Penápolis e na tarde desta terça-feira (01) foram liberados para responder o processo em liberdade após audiência de custodia realizada na cidade de Araçatuba.

Já na manha desta terça-feira (01) o primeiro ponto de vistoria foi em um comércio de calçados na Praça Dr. Gama, onde o proprietário de 68 anos foi conduzido para a Delegacia Central após ser constatado o “gato real” que é aquele que está ligado direto ao poste de energia não passa pelo medidor. Segundo informações da Policia, o gato estava servindo para iluminar a fachada da loja com dezenas de holofotes e refletores de alto consumo de energia. Ele foi conduzido e permaneceu à disposição da Justiça. Pois o crime não da direito a fiança na delegacia, somente o Juiz pode arbitrar.

O segundo caso foi um empresário que já estava preso na data de segunda-feira (31), pois no segundo barracão dele também foi encontrado o fraude, ele não foi conduzido porque já estava preso, porém deverá responder pelos dois processos.
O terceiro caso aconteceu em um motel às margens da rodovia Deputado Roberto Rolemberg. O proprietário também foi preso. Em seguida uma panificadora no Jardim Popi também recebeu a visita dos policiais do GOE, onde o proprietário acabou preso por fraude em dois relógios de energia.
A operação deve continuar em Birigui, vez que existem vários locais com denuncias. Vale ressaltar que aquilo que é divulgado por nossa equipe é o que esta acontecendo naquele momento, não inventamos nada e nem divulgamos algo sem a absoluta certeza pois todos os envolvidos são conduzidos na viatura policial do GOE já cientes da voz de PRISÃO EM FLAGRANTE. Alguns casos não são conduzidos no guarda-preso na maioria deles pela idade do acusado. Em seguida os acusados serão encaminhados a Cadeia de Penápolis onde aguardaram a audiência de custodia que deverá ser realizada no próximo dia seguinte.

Fonte: Guilherme Renan

Compartilhe!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário