​Casa de vereador é atingida por tiros em Birigui​ e SIG investiga o caso

Atentado acontece um dia após parlamentar protocolar pedido de cassação de prefeito

A casa foi vereador Benedito Dafé (PV), foi alvo de um atentado nesta madrugada (9) no bairro Recanto dos Pássaros, em Birigui. O imóvel foi atingido por três tiros, por volta das 3 horas. Os disparos atingiram janelas e paredes da casa.

Segundo informações apuradas pela reportagem, o atentado acontece um dia após o vereador protocolar um requerimento administrativo pedindo a cassação e a criação de uma comissão de investigação contra o atual prefeito da cidade, Cristiano Salmeirão (PTB). O requerimento será analisado pelos vereadores nesta semana.

SIG da Polícia Civil de Birigui investiga o caso

Dafé alega que Salmeirão colocou projetos em votação na Câmara de forma irregular. O vereador acredita que o atentado tenha motivação política, mas não existe nenhuma prova que sustente isso até agora.

Além da casa de Dafé, um aliado político, Paulo Baptista, que também já foi vice-prefeito da cidade e é ligado ao grupo, também teve a casa danificada por tiros durante a madrugada.

A casa dele fica no Recanto Verde e os tiros também atingiram as paredes do imóvel. Dois carros de Baptista foram depredados e danificados.

Apesar do susto, nenhum deles ficou ferido. Os casos foram registrados na delegacia da cidade e estão sendo investigados.

O vereador pediu proteção da Guarda Municipal (GM) da cidade após o atentado. Até agora, ninguém foi preso.

OUTRO LADO

Em nota, a Prefeitura de Birigui informou que o prefeito Cristiano Salmeirão “está sensível” ao ocorrido.

“O chefe do Executivo acredita no trabalho sério e competente da Polícia (Civil e Militar), que já está investigando os ocorridos. Apesar do pedido de abertura de uma CEI feita pelo vereador Dafé, que pede sua cassação, o prefeito Cristiano Salmeirão respeita a medida, lembrando que o vereador está exercendo suas atividades parlamentares, previstas na Constituição Federal. Para o prefeito, uma armação política feita na madrugada visa dar visibilidade ao pedido de CEI, que poderá ser deliberada na sessão desta terça-feira, dia 9. O chefe do Executivo encerra afirmando que repudia qualquer ato violento. Para ele, trata-se de um ato criminoso, que afronta a democracia”.

fonte: SBT Interior

Compartilhe!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário